RSS

Arquivo da tag: sangue

Faça parte desta rede #DoeSangueAL

Hoje, mais uma vez, irei ao Hemoal fazer a minha parte e doar sangue. Continuo firme no propósito de manter as doações em dia, a cada três meses. Infelizmente desta vez estou indo com quase um mês de atraso, mas é que adoeci e tive problemas com tempo, mas estarei lá logo mais, por volta das 13h e convido os leitores para irem também.

Seja um doador, doe vida.

Uma bolsa do seu sangue, menos de 10 minutos do seu tempo, pode salvar até 4 vidas!!

Salve vidas e seja um herói da vida real…

A seguir algumas campanhas relacionadas a patrocinadores que achei bem interessantes. Entre nessa rede…

google images

google images

 
Deixe um comentário

Publicado por em 02/05/2013 em Utilidade Pública

 

Tags: , ,

Doar Sangue: chegou a sua vez de fazer mais

Este vídeo é de uma campanha realizada pelo HEMORIO e vale à pena assistir e entender a importância da doação de sangue.

******

A cada três meses, um grupo de usuários das redes sociais se une e reúne amigos e conhecidos para contribuir com a saúde pública em nosso estado. #DoeSangueAL

Amanhã haverá mais um encontro desses, o HGE em Maceió só está fazendo cirurgias de urgência por falta de sangue e nós sabemos o quanto é necessário para a saúde pública de nosso estado que o HGE não pare. Veja aqui! 

Criticar e apontar erros do poder público nas mais diversas searas, dentre elas na saúde, é muito fácil e conveniente, mas também podemos contribuir e ajudar o sistema de saúde pública a salvar vidas.

Não adianta só falar, temos que fazer…

Você pode dizer que não tem dinheiro, comida ou agasalho para doar a um desvalido, mas sangue?! Não! Sangue você tem e seu ato pode salvar até 4 vidas…

É ainda mais precioso que qualquer bem material que você possa oferecer e por isso nem todos podem doar…

Se você é um dos privilegiados que gozam de boa saúde e de generosidade, doe!!

Amanhã, a partir das 8h estaremos no HEMOAL (vizinho ao HGE, no Trapiche), eles contam com enfermeiras preparadíssimas, gentis e cuidadosas. Têm todo cuidado com sua saúde e agem com bastante atenção.

Doar para hemocentros públicos é o mais alto gesto de solidariedade. Seu sangue irá para um desconhecido, alguém que não te agradecerá, mas que sentirá em seu íntimo a generosidade gratuita do seu ato. Quem sabe irá tornar-se, no futuro, um doador também?!

*****

Orientações para doadores de sangue 
Há critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde, e visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue.

O doador deve…
– trazer documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação);
– estar bem de saúde;
– ter entre 16 (dos 16 até 18 anos incompletos, apenas com consentimento formal dos responsáveis) e 67 anos, 11 meses e 29 dias;
– pesar mais de 50 Kg;
– não estar em jejum; evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação.

Impedimentos temporários 
– Febre
– Gripe ou resfriado
– Gravidez
– Pós-parto: parto normal, 90 dias; cesariana, 180 dias
– Uso de alguns medicamentos
– Pessoas que adotaram comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis

Cirurgias e prazos de impedimentos 
– Extração dentária: 72 horas
– Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: três meses
– Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem seqüelas graves, tireoidectomia, colectomia: 6 meses
– Ingestão de bebida alcoólica no dia da doação
– Transfusão de sangue: 1 ano
– Tatuagem: 1 ano
– Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina

Impedimentos definitivos
– Hepatite após os 10 anos de idade
– Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas
– Uso de drogas ilícitas injetáveis
– Malária

Intervalos para doação 
– Homens: 60 dias (até 4 doações por ano)
– Mulheres: 90 dias (até 3 doações por ano)

Doe sangue com responsabilidade 
Você sabe o que é
 janela imunológica? É o período entre a contaminação da pessoa por um determinado agente infeccioso (HIV, hepatite…) e a sua detecção nos exames laboratoriais.

No período da janela imunológica, os exames são negativos, mas mesmo assim o sangue doado é capaz de transmitir o agente infeccioso aos pacientes que o receberem.

A sinceridade ao responder as perguntas do questionário que antecede a doação é importante para evitar a transmissão de doenças aos pacientes.

Nunca doe sangue se você quiser apenas fazer um exame para Aids. Neste caso, procure um Centro de Testagem Anônima e gratuita.

Cuidados pós-doação
– Evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas
– Aumentar a ingestão de líquidos
– Não fumar por cerca de 2 horas
– Evitar bebidas alcóolicas por 12 horas
– Manter o curativo no local da punção por pelo menos de quatro horas
– Não dirigir veículos de grande porte, trabalhar em andaimes, praticar paraquedismo ou mergulho

Fonte: INCA

 
Deixe um comentário

Publicado por em 08/01/2013 em Utilidade Pública

 

Tags:

DoeSangueAL leva sorrisos ao HEMOAL

A campanha #DoeSangueAL nasceu nas redes sociais como uma forma de incentivar os usuários da internet a doarem sangue, de preferência a bancos de sangue públicos, mas sem restrição às doações para pessoa certa (algum doente ou alguém que se submeterá a uma cirurgia).

A ideia é unir pessoas que só se conhecem pelas redes para que juntas superem traumas e receios e ajudem desconhecidos.

Salvar vidas é gesto de amor ao próximo, qualquer um que seja: pobre, rico, branco, negro…

Desta vez participaram: Diego Farias, Luciano Freitas, Danielle Vanderlei, Sérgio Coutinho, Cláudia Reis, Cosmélia Fôlha, Gi Migliati, José Marques, Sandra Dias e Lua Beserra.

A próxima deve ser antes do carnaval, para dar uma forcinha aos foliões.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12/10/2012 em Utilidade Pública

 

Tags:

Dia das Crianças – Doe Sangue e Salve Vidas

O vídeo que você acabou de assistir é uma campanha de doação de sangue realizada pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Aqui em Maceió, através das redes sociais, criamos a campanha #DoeSangueAL e a cada três meses tentamos mobilizar os internautas a doarem sangue e se tornarem doadores regulares.

O próximo encontro será nesta quarta-feira, dia 10 de outubro, às 13h, no Hemoal. A ideia é homenagearmos as crianças contribuindo para o presente e o futuro dos alagoanos.

Poderá participar quem for maior de 18 anos, pesar mais de 55kg e estiver bem de saúde (pode e deve estar bem alimentado, há pelo menos duas horas).

 

Participar de ações solidárias e cidadãs nos transforma em atores sociais capazes de, mais que se indignar e reclamar, contribuir para a sociedade que desejamos às próximas gerações.

A intenção é abastecer o Hemocentro de Maceió e incentivar os amigos e os participantes a serem doadores regulares – homens podem doar a cada dois meses e mulheres três.

Se todos fizerem a sua parte doando o que têm sobrando, aqueles que necessitam sofrerão menos.

Se todos doassem sangue regularmente, não haveria necessidade de campanhas para arrecadação particular quando um familiar é internado.

Pense nisso, faça sua parte, seja um doador!!

#DoeSangueAL

 

Hora: 13h

Local: Hemoal – Rua Dr. Jorge de Lima, 58, Trapiche da Barra. 3315.2105/3315.2106

Características para se tornar um doador de sangue:

– Ter entre 18 e 60 anos de idade;

– Pesar mais de 50 quilos;

– Não ter tido Doença de Chagas ou contato com o inseto Barbeiro;

– Não ter tido malária ou estado em região de malária nos últimos 6 meses;

– Não ter hepatite ou sífilis;

– Não ser Epilético;

– Tenha doado sangue há mais de 60 dias, no caso dos homens ou 90 dias em se tratando das mulheres;

– Não tenha ingerido bebida alcoólica nas 24 horas que antecedem a doação;

– Tenha dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas antes de comparecer ao HEMOAL, HEMOAR ou UCT de Coruripe; e, no caso das mulheres, não podem estar grávidas e deve ter transcorrido pelo menos três meses do último parto ou aborto.

 

Observação: Alimentação pelo menos duas horas antes, em face da digestão. Não há restrição alimentar.

 

 
1 comentário

Publicado por em 08/10/2012 em Utilidade Pública

 

Tags:

O Relato de uma Doadora

A doação de sangue é um ato de amor a si mesmo, muito mais do que ao próximo.

Você já doou sangue? Se sim, saberá que o que aqui relatarei não é mera falácia, mas a realidade.

Ao chegar ao hemocentro é natural a ansiedade, ainda que você seja doador contumaz. É inegável que a insegurança existe, seja por não saber se seu sangue será aceito, se você será aceito, ou se irá doer. Como se não bastasse, ainda há a incerteza quanto ao “depois”, se irá sentir náuseas, tontura, calafrios.

Enfim, a ansiedade, nervosismo e até medo são naturais, pelas mais diversas razões.

No entanto, enfrentá-los, um a um, e ver-se vitorioso é indescritível.

Primeiro, o candidato a doador passa pelo cadastro, se for a primeira vez, se não for, passará apenas pela conferência dos dados. Depois passará pela enfermeira que perguntará sobre sua altura e peso, e analisará sua glicose, para isso fará um pequeno furo no seu dedo anelar, tão rápido e indolor que dá vontade de rir. Depois de cinco míseros minutos segurando um chumacinho de algodão o furinho já desapareceu.

Depois é a vez da entrevista com a médica. Neste momento ela te fará um zilhão de perguntas, as quais deverão ser respondidas com os dados verdadeiros, à medida do que for possível ter certeza. A sinceridade do candidato é primordial para a segurança de sua própria saúde, bem como para assegurar a qualidade do sangue que pretende doar.

Se aprovado, assina a autorização e é encaminhado à sala para doação, lá encontrará um ambiente climatizado, tranquilo, com televisão ligada, mas em volume aceitável, e enfermeiras amáveis e dispostas a conversar e tranquilizá-lo.

Se você tem a veia “escondida”, aquela que é difícil de ser encontrada, não há com o que se preocupar, as meninas são verdadeiras anjas, encontram a veia mais fácil e mais tranqüila. Se, do contrário, sua veia é fácil de ser encontrada, mais uma razão para sequer temer.

A picada é rápida e não dói, e quem é doador pode atestar isso. Ainda que a agulha seja enorme, inexplicavelmente o ato de ser introduzida no braço é muito tranquilo e indolor. Após alguns breves minutos uma bolsa já se encontra cheia e é hora de retirar a agulha, momento este pouca coisa mais incômoda, mas tão rápida que nem estressa.

Pronto, findos os atos para a doação, é hora de ir ao lanche.

Mas de tudo isso, o mais interessante é a sensação unanimemente relatada por qualquer doador. O sentimento é único, o de prazer, satisfação, algo talvez explicado química e biologicamente, mas que não precisa de explicação, pois basta sentir.

Não conheço um doador que depois da primeira vez não tenha prometido voltar logo após o intervalo determinado pelos médicos. Talvez não o faça, pois essa sensação é efêmera, isso porque o doador não sabe o fim que tem seu sangue, ou sequer conhece o beneficiário deste.

Doar é ato de benevolência, abnegação e generosidade. Ser doador é mais que uma característica é uma virtude.

 

Para doar sangue

O voluntário não pode ter contraído doença de Chagas, Aids, sífilis e hepatite após os 10 anos e deve ter idade entre 16 e 67 anos, no mínimo 50 kg e portar um documento de identificação com foto. No caso dos menores de 18 anos, é necessário estar acompanhado dos pais ou portando um documento de identificação oficial e original dos responsáveis, além de uma autorização formal, cujo formulário pode ser baixado no site http://www.saude.al.gov.br/hemoal.

Já as gestantes e lactantes não podem doar sangue e para repetir o procedimento deve-se respeitar um prazo de dois meses para os homens e três para as mulheres. Nesta terça-feira (3), das 8h às 16h, a Unidade Móvel do Hemoal estará coletando sangue no Calçadão do Comércio, no Centro de Maceió.

Mais em: “Estoque de sangue do Hemoal está mais de 50% abaixo do limite permitido

 
Deixe um comentário

Publicado por em 02/04/2012 em Utilidade Pública

 

Tags: , ,

Uma campanha que surge… #DoeSangueAL

Interessante como a internet e as redes sociais podem ser consideradas pontes que ligam pessoas, suas ideias e viabilizam suas realizações.

Recentemente, apenas acompanhando minha “timeline” (página principal do twitter, onde são atualizados todos os posts das pessoas que sigo – following), fui surpreendida com a manifestação de uma jovem amiga blogueira, apaixonada por física, e que expressou seu sonho. Disse, com suas palavras, que estava ansiosa por completar seus dezoito anos e assim poder doar sangue.

Seu nome é Cynthya Lara, menina cheia de sonhos, mas que com os dezoito anos completos se viu pronta para realizar o primeiro. Foi com essa ideia, e proativamente, que ela se expôs. Como não poderia ser diferente, foi imediata a reação dos microblogueiros no sentido de realizar mais um movimento social.

Depois da visita às cidades atingidas pelas enchentes de junho do ano passado (#UmAnoEnchentesAL), e da campanha Alagoas sem frio (#AlgoasSemFrio), o Twitter, o Facebook e diversos blogs encamparam a ideia e a atitude pela vida. Surgiu o movimento #DoeSangueAL.

Nesta segunda-feira, a partir do primeiro horário de atendimento, blogueiros, tuiteiros e facebookers em todo o Estado irão doar um pouco de seu tempo e de seu sangue para os mais diversos bancos visando salvar vidas, mas também manter a blogosfera unida e ativa.

Conclamamos os leitores a apoiarem a iniciativa, aderindo e divulgando. Vamos juntos ajudar o estado a salvar vidas com o que temos em mãos, paremos de apenas falar e passemos a agir. Doar sangue não dói, não adoece, não prejudica, proporciona realização pessoal, satisfação íntima e mais, muito mais, salva vidas.

Mais sobre o tema em: CiberEstudos, por Nô Gomes  (além de detalhes sobre a campanha, há também informações sobre os postos de doação de sangue e sobre os requisitos para ser doador)

http://www.jefersonmorais.com.br/destaques/exibir/doesangueal-campanha-mobiliza-internautas (repercussão da campanha #DoeSangueAL)

 
1 comentário

Publicado por em 16/07/2011 em Utilidade Pública

 

Tags: , , , , ,