RSS

Arquivo da tag: Rui Palmeira

Prefeitura quer dar publicidade, mas deve?

Acabo de ler a notícia de que a Prefeitura de Maceió pretende divulgar através de sua página no facebook a remuneração de seus servidores (Veja Aqui!). A ideia é por em prática o plano de Portal da Transparência, enquanto o site oficial não fica pronto, e assim cumprir, o mais rápido possível, uma das promessas de campanha.

A Prefeitura de Maceió tem encarado problemas bem maiores do que os esperados, ao menos é o que faz crer o Prefeito Rui Palmeira, que tem divulgado informações sobre as contas da prefeitura, inclusive denunciando formalmente a gestão anterior – Cícero Almeida – ao Ministério Público, a fim de que este tome as providências que entender cabíveis.

Palmeira, nessas primeiras semanas de mandato, tem demonstrado que está disposto e tem boa vontade na gestão municipal. Pelo menos, tem contribuído bastante para a segurança dos munícipes ao manter a cidade bem iluminada.

Entretanto, partir para a divulgação da remuneração dos servidores municipais de forma arbitrária, sem qualquer controle e numa rede social é, no mínimo, temerário. Ora, as redes sociais hoje são usadas com frequência por meliantes a fim de descobrirem quem são os melhores alvos e quais as fraquezas dessas pessoas.

Há alguns anos a polícia pedia que as pessoas evitassem adesivos de academias ou do local de trabalho/estudo no carro para dificultar a identificação por bandidos; hoje o alerta é em relação à exposição da vida particular das pessoas nas redes sociais, uma vez que isso é mais que chamariz, é uma verdadeira porta de acesso para o bandido chegar ao inocente.

Os servidores públicos, principalmente os que gozam de algum poder político, são alvo de populares que buscam determinadas melhorias ou contato por quaisquer outras razões, e meio normalmente usado é o Facebook ou o Twitter, e já é bem difícil identificar o popular bem intencionado, daquele que possa oferecer risco.

A ideia de Rui, ou de quem quer que tenha sido, é ótima. Dar transparência aos valores pagos pela prefeitura e identificar as áreas que mais gastam. Entretanto, há meios mais seguros e eficazes para tanto. Ainda que o acesso a essas informações se dê de forma objetiva num site governamental, só de obrigar o interessado a “ir” até o determinado site já é uma dificuldade, coisa que não existe no facebook, onde basta uma “curtida” para que todos vejam o que um vê.

Além da questão da segurança, há também o constrangimento, que inclusive foi citado num dos comentários à matéria que mencionei acima, uma vez que é mais que sabida a luta de muitos por melhores condições salariais e que nem sempre é atendida, será que estes insatisfeitos com seus salários estão felizes em verem suas contas assim expostas? E aqueles que precisam se sujeitar a salários baixos por falta de opção?

Enfim, são ponderações que não custam serem feitas. A boa intenção do Prefeito é clara, mas será que tal exposição não é desmedida demais? Será que não é melhor uma publicação, em princípio, no Diário Oficial, enquanto o site apropriado não fica pronto? Ou a divulgação de matrículas em vez de nomes?

Meras ponderações…

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14/02/2013 em Municipal, opinião, Política

 

Tags: , ,

Rui e JHC merecem a rejeição?

Recentemente duas pesquisas de site tiveram seus resultados publicados. Ambos os resultados surpreenderam quem acompanha o cenário político alagoano.

A primeira, perguntou aos internautas qual dos conterrâneos da bancada federal (entre deputados e senadores), atualmente mandatários, não receberiam seu voto. Com 32% da preferência, (ops!), da rejeição, Rui Palmeira foi o apontado. Veja aqui.

Já a segunda, fez o mesmo questionamento, mas ligado aos ocupantes da Casa de Tavares Bastos, a Assembleia Legislativa. Agora, com 53% dos votos, João Henrique Caldas foi o “vencedor”. Veja aqui.

Analisando ambas as pesquisas evidencia-se a sociedade em que estamos inseridos politicamente. Desconsideremos a parcela específica desta que tende a responder pesquisa de site, especificamente do Repórter Alagoas.

Ambos possuem “carreira” relativamente recente no cenário e não pesam contra si escândalos de corrupção ou de aliciamento político. No entanto, possuem outra característica em comum, são filhos de políticos, representam continuidade e, mais interessante ainda, ambos exerceu/exerce papel questionador.

Rui, enquanto deputado estadual, exerceu com veemência seu poder de protestar e cobrar respostas e resultados do Poder Executivo. O jovem JHC tem desempenhado papel semelhante.

Talvez esta última semelhança entre os jovens políticos nada tenha a ver com o resultado da pesquisa, ou, talvez, tenha. Daí seguem questionamentos:

Estaria a sociedade alagoana ainda tão arraigada aos preceitos familiares? Diga-me teu sobrenome e te direi quem és!

Ou seria uma prova de que leitores de site de notícias, aqueles propensos a responder pesquisas, não gostam de ver o Poder Executivo sendo questionado?

Ou teria sido o resultado mero reflexo de que o alagoano perdoa e vota em políticos com ficha policial, pendência processual criminal, alvo de denúncias nacionais e de perseguição pela imprensa?

E mais, seria apenas “medo” do novo, do desconhecido?

Confesso não alcançar resposta, nem, tão pouco, justificativas. Talvez algum leitor possa elucidar tal mistério.

 
6 Comentários

Publicado por em 04/11/2011 em Estadual, Federal, Política

 

Tags: , , ,