RSS

Arquivo da tag: escândalo

Mais um escândalo nacional, até quando?

É com enorme indignação que escrevo este texto. Acabamos de ser bombardeados com a matéria do Fantástico sobre as esposas de prefeitos que se locupletam com o dinheiro público gastando-o nas mais estapafúrdias compras.

Alagoas é sempre pauta para os meios de comunicação nacionais, acredito, inclusive, que quando se veem passando por momentos de calmaria, pensam logo em mandar um repórter investigativo à nossa terra, afinal, pauta aqui não falta, principalmente quando o assunto é desvio de dinheiro do erário.

Enfim, chato mesmo é que tudo o que veiculam é verdade, e, ainda que não seja, o resultado é certo, vergonha para os alagoanos que têm vergonha na cara. Sim, Brasil, há muitos alagoanos com vergonha na cara. Não são as repisadas matérias que são veiculadas em rede nacional que nos calejam e nos fazem perder o poder de indignação, assim como um médico legista perde a sensibilidade depois de uma centena de cadáveres analisados.

As prefeituras de Traipu, Belo Monte, Lagoa da Canoa e Limoeiro de Anadia foram mira da reportagem que nos indignou esta noite porque seus gestores, e esposas, já são alvo de investigação de órgãos federais, seja a PF ou o MPF. Mas nem queiramos imaginar quantos outros municípios também não são dilapidados por seus prefeitos e asseclas.

O certo é que o cidadão alagoano de bem, aquele que não se vende, nem se corrompe, aquele que se manifesta, que veste o manto da indignação e ruboriza-se de vergonha pela infâmia alheia já não aguenta mais.

Ninguém está satisfeito em trabalhar diariamente, ser explorado exaustivamente e ter que entregar um terço de seu salário ao governo federal. E, ainda, não ter moradia, saúde, educação, lazer, transporte e segurança decentes.

Eu, enquanto alagoana, estou morta de vergonha! Temos tanto a oferecer, tantas belezas naturais, tanta cultura, tanta história, tantos filhos ilustres e tanta hospitalidade. Magoa, e muito, ter sua terra amada sendo lembrada pelos reiterados escândalos de corrupção.

BASTA!

 
 

Tags: , , , , , ,

Alagoas em rede nacional

Até quando seremos obrigados a assistir, entorpecidos, às mazelas de nosso estado em rede nacional? Já vimos serem retratadas a segurança pública, a educação, a saúde, a pedofilia, os abusos, as extorsões, a corrupção e todo tipo de escândalo envolvendo políticas públicas e comportamentos sociais.

por José Emílio

Não raras vezes, recebemos a visita de políticos e autoridades federais a cobrarem soluções e o fim de determinadas práticas, que vão desde o crime organizado até a pedofilia sertaneja. Vêm com as melhores intenções, inclusive propondo ações a serem implementadas em terras caetés a fim de verem amenizados os problemas que se discutem.

Ocorre que tais ações nem sempre são de aplicabilidade viável em nosso estado, por diversas razões, inclusive porque há, arraigada na personalidade do agente público, a ideia de que o público é também seu, e por isto usufrui-o em proveito próprio.

Em todos esses casos o que há em comum, além do choque que causam aos espectadores, é a postura cada vez mais atuante do jornalismo investigativo e de forte impacto na sociedade. É certo que o escândalo não é, por si, capaz de trazer a justiça que tanto se almeja, as vezes até atrapalha, mas sem esta atuação as coisas poderiam ser ainda piores.

É comum que os mais desavisados costumem lamentar as práticas de corrupção e de inversão de valores rotineiramente retratados em nossos noticiários, a estes é bom esclarecer que tais práticas não são recentes, no entanto, o jornalismo participativo, livre, e opinativo são práticas da modernidade.

Hoje as redes sociais vinculadas ao jornalismo de boa qualidade trazem aos leitores e espectadores notícias, até há pouco, inimagináveis, mas que nem por isso são de surgimento hodierno. A estes produtores jornalísticos nosso mais profundo reconhecimento e agradecimento.

Agora cabe a nós, à nossa sociedade, aos cidadãos e aos eleitores pensarem em qual a Alagoas que querem ver em rede nacional: essa dos escândalos recorrentes, ou a da terra fértil, da rica história, de ilustres escritores, jornalistas e doutrinadores, do turismo potencializado, de habitantes afáveis e de índices dignos de terras desenvolvidas?

 
4 Comentários

Publicado por em 26/07/2011 em Utilidade Pública

 

Tags: , ,