RSS

Arquivo da tag: CadaMinuto

A Coragem dos Covardes

Texto publicado no Portal Cada Minuto

Para Platão, coragem é ser coerente com seus princípios a despeito do prazer e da dor. O filósofo grego certamente referia-se àqueles que enfrentam os perigos, o medo, a glória e a dor para posicionar-se, defender seus princípios, ideais e crenças.

No entanto, Platão viveu em outros tempos, naquele período, provavelmente, os gregos só precisavam lidar com o uso de máscaras para o disfarce de nobres que se encantavam pelo teatro.

O tempo passou e a covardia pode ser mascarada pelas mais diversas formas. Hoje são os anônimos, aqueles que se escondem por trás de codinomes, pseudo-identidades, falsos endereços e fantasias virtuais para atacar os mais vulneráveis.

Mas seriam mesmo os mais vulneráveis as principais vítimas? Lidar com críticas nem sempre é fácil, mas é recompensador. Seja pela certeza de que suas palavras são encaradas com relevância, ou porque das críticas sempre se extraem ensinamentos, ainda que por vezes dissociados do tema em discussão.

Certo esteve Rafael Rolim ao decretar que “a covardia é a virtude dos fracos”. Esconder-se para agredir é admitir que suas ofensas são injustas, é afrontar a garantia constitucional de direito de resposta, é injuriar e achar-se imune às leis.

Todavia, assim como as máscaras virtuais evoluíram, também a tecnologia da inteligência policial.

Aos covardes um brinde à fraqueza, à incapacidade de manter uma discussão em nível aceitável, à mácula de ofender gratuitamente. Aos corajosos que continuem inspirando confiança, credibilidade e generosidade.

 
1 comentário

Publicado por em 03/04/2012 em CadaMinuto

 

Tags:

Custe o que Custar aos maceioenses, o que importa é a audiência

Texto publicado no Portal Cada Minuto

A passagem do humorístico Custe o Que Custar por Maceió criou uma série de expectativas na população. A capital estava em polvorosa desde que, na semana passada, espalhou-se a notícia de que um repórter “engravatado” estaria a perturbar a paz dos parlamentares.

Primeiro estiveram na Câmara Municipal de Maceió e depois na Assembleia Legislativa Alagoana. Segundo conversas de bastidores a dupla de jornalistas – repórter e produtor – não estava muito “antenada” aos escândalos locais, razão pela qual acabaram recebendo auxílio dos jornalistas que, costumeiramente, cobrem ambas as casas legislativas.

Como os alagoanos já sabem – e se não sabem vejam aqui  – o resultado foi uma cobertura exclusiva da ALE, com direito a confissões estapafúrdias e reações “trogloditas” de respeitáveis senhores deputados.

Entretanto, o quadro do humorístico nasceu em razão da proximidade com as eleições municipais, o que não se entende é por que o polêmico aumento do número de vereadores, seu impacto na folha, o salário dos edis, suas atribuições, o duodécimo da Casa, o espaço físico dos gabinetes e a construção de um novo prédio para o “parlamento-mirim” não foram relevantes para o programa televisivo.

Sabe-se que o humorístico fez tais questionamentos, inclusive motivou alguns vereadores a ocuparem o púlpito com discursos vorazes em defesa da Casa e sobre a vergonha de inspirar programas nacionais por razões tão vis.

Por honestidade intelectual, se a idéia, como anunciado, era mostrar ao Brasil e aos eleitores problemas regionais municipais, indo a diversos rincões espalhados pelo país para apontar irregularidades e casos de repercussão, Maceió saiu perdendo. Afinal, os edis, em sua maioria, candidatos à reeleição saíram incólumes.

Se a idéia era contribuir para o eleitorado maceioense “abrir os olhos” quanto a seus representantes, o programa quedou-se frustrado em seu objetivo primário e anunciado pelo apresentador. Todavia, se o que custa (importa) ao Custe o Que Custar são os gracejos, as piadas e o impacto de revelações como a compra de votos, bem, neste caso alcançaram sucesso estrondoso.

Do meu ponto de vista, a edição deixou a desejar, mas serviu para o alagoano mais uma vez sentir vergonha em âmbito nacional e prometer votar melhor nas próximas eleições. Não se sabe se já nas eleições municipais, ou se esperará o esquecimento natural para as eleições estaduais.

 
1 comentário

Publicado por em 28/03/2012 em CadaMinuto, opinião

 

Tags: ,

A importância do Jornalista

Texto publicado no Portal Cada Minuto

Não há dúvidas de que todas as profissões são importantes e possuem, cada qual, a sua parcela de relevância social. No entanto, algumas chamam atenção por assumirem papel ainda mais proeminente, como é o caso dos médicos, professores, policiais, advogados e tantos outros.

Já o jornalista nem sempre figura entre os profissionais cuja importância seja reconhecida. Mas são eles, junto aos escritores, os formadores de opinião em sua essência. São eles os que já assumem a “pena” com a consciência de poderem mudar vidas, influenciar caminhos e apresentar novas formas de ver o mundo em volta.

Ainda que hoje os valores aparentem estar invertidos, atores, cantores ou humoristas não são capazes de orientar e despertar princípios tão profundos quanto os “amigos das letras”.

São os meios de comunicação, em especial os noticiários – televisivo, radiofônico, virtual ou impresso -, que detêm a maior capacidade de disseminação de ideias, propostas, imagens e o que mais for capaz de influenciar mentes e comportamentos.

Provavelmente aparecerão os que discordam e dizem que qualquer intelectual é capaz de formar opinião. Talvez tenham razão, mas com certeza as palavras apenas ditas, ou escritas, nem sempre alcançam seu objetivo, ou o público que se almeja.

Em contra partida, o jornalista estuda para alcançar essa técnica, ser capaz de identificar o que é notícia, transformá-la em conteúdo capaz de contribuir socialmente e transmiti-la da forma mais adequada para o pleno entendimento do espectador/leitor/ouvinte.

Se hoje esse jornalismo social e tão relevante está difícil de ser encontrado imaginem se não houver cobrança do público pela qualidade do texto, da informação e da importância social do que é veiculado?

Não será a preparação profissional ou a sua competência textual que fará do formador de opinião alguém melhor ou pior, mas fará dele alguém mais capacitado, ou não, para alcançar o fim de informar e contribuir para a melhoria social.

Pensemos nisso!

 
1 comentário

Publicado por em 26/03/2012 em CadaMinuto, opinião

 

Tags: ,

Novo desafio – Pensata no Cada Minuto

Na última quinta-feira (22) estreei no Portal de Notícias Cada Minuto, aquele que mais cresce no mundo virtual alagoano, e que acaba de completar três anos de atividade jornalística intensa, e como parte das comemorações novos blogueiros foram convidados a colaborar com a produção textual.

Eu, com enorme satisfação, aceitei o convite para contribuir e senti-me muito lisonjeada. O desafio não é pequeno, como já tem dado mostras, mas será com grande afinco enfrentado.

O texto a seguir foi o primeiro publicado no novo espaço:

Texto publicado no Portal Cada Minuto

As mulheres, enfim, chegaram

É com este título que inicio o primeiro texto de uma mulher entre as “Pensatas” do Portal Cada Minuto. Mas não pretendo aqui queimar mais sutiã ou expressar palavras de ordem em favor da marcha feminista. Acredito piamente que as manifestações em favor da mulher e do reconhecimento de seu valor no mercado de trabalho têm sido uma construção cotidiana, aos poucos, uma a uma “quebrando pedras e plantando flores” – Coralina nunca se encaixou tão bem.

As mulheres têm dado seu recado por gerações. Muito antes do racismo ou da homofobia serem palavras da moda e fundamentos para reações enérgicas e de apoio popular, a mulher já era a maior vítima de preconceitos e da opressão do mundo masculinizado.

Mas as mulheres chegaram. E o fizeram com carinho, sensatez, equilíbrio e charme, muito charme. Saíram das cozinhas e entraram nas salas de reunião. Hoje desempenham, com reconhecida desenvoltura, papéis de destaque no cenário político mundial e nacional. E sua importância é facilmente atestada quando comparamos nossa cultura à árabe, onde mulheres devem andar, pelo menos, um metro atrás dos homens.

Aqui, onde homens e mulheres andam lado a lado, elas são homenageadas com um dia especial, mas é apenas uma forma de dar à mulher o que ela mais gosta: carinho e atenção, pois as mulheres são estrelas todos os dias. Afinal, quem mais seria capaz de dar conta com tamanha maestria do trabalho, da faculdade, dos filhos e o que mais vier, tudo, sem borrar a maquiagem, sem perder a vaidade?

E é assim que as mulheres seguem, caminhando e cantando, sempre em cima do salto. Abrindo as portas do mercado de trabalho com elegância e um belo sorriso, tomando seu assento à frente de grandes conglomerados e voltando para casa depois de um extenuante dia para se verem felizes e satisfeitas, rodeadas pela família e com uma pilha de papéis para analisar em cima da mesa.

É com toda a satisfação de ser a primeira mulher a assumir uma “Pensata” que agradeço a confiança depositada em mim. Depois da experiência com o “Palavras ao Vento”, o qual mantenho como xodó, e da oportunidade no Portal “7 Segundos”, assumo o compromisso de contribuir com o Cada Minuto e com os leitores, mantendo-me aberta às críticas, desde que respeitado o nível e a coerência com o tema abordado.

Sejam muito bem-vindos à minha nova casa!

 
2 Comentários

Publicado por em 23/03/2012 em CadaMinuto, opinião

 

Tags: ,